Poema: Não me Deixe

Não me deixe





Não deixe-me olhar teus olhos
Não me deixe olhar


Não deixe-me saber teus segredos
Não me deixe saber
Não deixe-me querer ter-te
Não me deixe querer


Não deixe-me sonhar contigo
Não deixe-me tocar tua pele
Não deixe-me beijar teus lábios
Não deixe-me amar você

Apenas... deixe-me

(Juliana G. Souza, 2009)

2 comentários:

  1. Bonitooo!
    Dois mil e nove? Antigo... rs.

    :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada... pois é, passa o tempo, as pessoas mudam, mas sentimentos se renovam e nos visitam novamente...

      Excluir

Não deixe de dar sua opinião sobre o post.
Adoro saber o que vocês estão achando.
Prometo responder sempre que possível.
Beijinhos!!!


Delírios Lúcidos - 2013. Todos os direitos reservados - Design by Flavia Penido.
Tecnologia do Blogger.

Delírios Lúcidos